Conheça a história de 6 roupas históricas que são usadas até hoje!

Não é novidade que a moda em evidência nas décadas passadas voltam, fazendo com que roupas e acessórios de outras gerações sejam usados por pessoas mais novas. 

Porém, muitas peças utilizadas são realmente mais antigas do que se pensa e, por isso, é interessante saber sobre como ocorreram as suas criações.

Diversos objetos do vestuário atual só existem porque, na época da sua origem, tinham um propósito específico ou mesmo porque foram popularizadas por líderes mundiais. 

Da boina à camisola ou até às calças jeans, a história da moda pode ensinar mais do que a respeito da roupa em si, mas acerca de importantes períodos da memória social. 

Compreender o significado da concepção destas peças permite que se entenda melhor sobre determinados grupos e quais as circunstâncias em que se viviam, na época da invenção.

Espartilho

O espartilho propriamente dito é derivado dos corseletes, peças comuns na Idade Média, que tinham o propósito de afinar a silhueta feminina ao mesmo tempo que levantava os seios.

Os próprios corseletes foram inspirados nos hábitos que muitas mulheres e homens da Europa tinham de amarrar faixas em diferentes partes do corpo, a fim de se enquadrarem em um determinado padrão.

Com o passar do tempo, marcas de lingerie foram trabalhando para deixar o espartilho mais confortável, tornando-o uma vestimenta extremamente sensual, muito solicitada para encontros a dois.

Atualmente, é possível mesmo deixá-lo à mostra a compor um look, deixando o visual mais sexy e moderno. 

Camisola

Há várias opções de roupas para dormir, de baby-doll a calças de pijama de malha, mas a tradicional camisola continua a escolha preferida para este momento do dia. 

Existem registros da peça desde o século XV. Inicialmente, a camisola poderia ser usada tanto por homens quanto por mulheres e, ao longo de muitos anos, teve o propósito de facilitar o cuidado de pessoas acamadas. 

Posteriormente, a peça foi se tornando cada vez mais comprida e reservada à parcela feminina. Já no século XX, a camisola começa a conter detalhes em pedras e rendas, deixando-a mais sensual. 

Boina

Atualmente, as boinas são peças associadas a fashionistas francesas e, com uma grande variedade de cores e estampas, oferecem um toque delicado e romântico ao look. 

Mas isso não tem nada a ver com os motivos da sua criação. As boinas têm origem na força militar, sendo primeiramente usadas por policiais dos alpes franceses, no final do século XIX.

Durante a Segunda Guerra Mundial, militares de diversas patentes utilizavam a espécie de chapéu com tons diferentes para estabelecerem uma hierarquia visual. 

Outra personalidade responsável por popularizar ainda mais a boina foi o revolucionário argentino Che Guevara, que usou bastante a peça durante a segunda metade do século XX. 

A boina era muito usada por líderes políticos e revolucionários 

Sobretudo

O sobretudo é mais do que um tipo de casaco elegante, ideal para temperaturas mais baixas. Historiadores afirmam que sua origem foi na Primeira Guerra Mundial. 

Soldados ingleses utilizavam a peça longa para se protegerem do frio e dos fragmentos de bombas e balas. Como o seu tecido era mais grosso, agregava um pouco mais segurança ao corpo. 

Além disso, seus bolsos internos eram ideais para carregar mapas, armas e munições.

A peça era tão usada no contexto de guerra que ficou conhecida pelos britânicos como “casaco de trincheira”, e logo depois também foi adotado por vários outros países que estavam em conflito.

Com a volta dos soldados para suas cidades natais, o sobretudo foi popularizado e incorporado à vestimenta de rotina, inclusive se tornando grande sucesso entre as mulheres. 

Jaqueta

Assim como as últimas peças, a jaqueta também é uma invenção da moda de tempos de guerra.

A fim de tornar os grandes e pesados casacos de couro mais práticos, alguns americanos desenvolveram, em 1917, o que hoje é conhecido como jaqueta.

As golas, bainhas e mangas menores facilitavam o movimento, sem deixar de proteger do frio. Durante a Primeira Guerra, a peça era muito usada por aviadores.

O zíper, que permitia fechar rapidamente a jaqueta, era muito útil para esses profissionais, que continuaram com o uso da peça na Segunda Guerra. 

O contexto de guerra foi origem de muitas roupas, inclusive a jaqueta

Jeans

O jeans talvez seja um dos materiais mais usados dos últimos tempos – calças, jaquetas, coletes e acessórios são feitos com ele.

Sua origem se deu há alguns séculos, na França. A calça era usada por funcionários de minas e, na época, possuía coloração marrom.

Como era um material mais barato, era prático para ser distribuído aos diversos profissionais. 

No século XIX e XX, a marca Levi’s popularizou o uso do jeans, tornando o material o que é hoje. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *