Ator Lima Duarte desabafa sobre morte de Flávio Migliaccio

Emocionado, Lima Duarte, relembra tempos de teatro com o colega na época da ditadura militar

lima duarte

Em vídeo emocionado publicado nesta terça-feira (5) e que viralizou nas redes sociais, o ator , de 90 anos, desabafou sobre a morte do também ator , de 85 anos, que foi encontrado morto na manhã de segunda-feira (4) no sítio em morava

Segundo a polícia, a causa da morte do ator Flávio Migliaccio foi . “Eu te entendo, Migliaccio, porque eu, como você, sou do Teatro de Arena, com Paulo José, Chico de Assis, com o (Gianfrancesco) Guarnieri. Foi lá que aprendemos com o (Augusto) Boal que era preciso, era urgente que se pusesse o brasileiro em cena”, disse Lima Duarte durante cerca de 5 minutos de vídeo. 

No vídeo, Lima Duarte relembra os tempos da ditadura militar e mostra preocupação com o momento atual do país. “Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68, agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve”, desabafou.

Veja o vídeo completo: 

Flávio Migliaccio 

O ator Flávio Migliaccio, de 85 anos, foi encontrado morto na manhã de segunda-feira (4) pelo caseiro no sítio onde morava, no município de Rio Bonito, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. 

Ele iniciou a carreira na década de 50 no teatro, junto com a irmã, Dirce Migliaccio, já falecida, e ingressou na TV Globo em 1972, desempenhando o papel de Xerife, na novela O Primeiro Amor. O sucesso alcançado pelo personagem deu origem, naquele mesmo ano, ao seriado Shazan, Xerife e Companhia, estrelado também pelo ator Paulo José.

Migliaccio trabalhou ainda no cinema, ficando conhecido pelo personagem título do filme Aventuras com Tio Maneco, de 1971, do qual foi também diretor.

O último trabalho de Migliaccio na televisão foi como o personagem Mamede Al Aud, na novela Órfãos da Terra, que foi ao ar no ano passado na TV Globo. Na TV, também ficou famoso pelo personagem cômico na série Entre Tapas e Beijos, o turco Seu Chalita. 

Casado com Ivone Migliaccio, Flávio é pai do jornalista Marcelo Migliaccio.

Para uma emergência, o CVV (Centro de Valorização da Vida) possui atendentes treinados para conversar com quem está precisando de ajuda. O telefone gratuito é 188.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *