Diabetes: Conheça cada tipo e veja dicas de como tratar essa doença crônica

Atualmente, mais de 13 milhões de brasileiros possuem e esse número tende a crescer, segundo a Sociedade Brasileira de .

BenCorp, consultoria que oferece gestão integrada de benefícios corporativos e saúde ocupacional desde 2008, elaborou um material super interessante sobre a doença, com os tipos mais comuns, fatores de riscos e o que você pode fazer para reduzir a possibilidade de ter a doença e como reduzir as taxas de glicose do sangue.

?

O Diabetes é uma doença crônica na qual o organismo não consegue produzir insulina ou não consegue utilizar a insulina corretamente.

A insulina é um hormônio, fabricado no pâncreas, responsável por “varrer” a glicose do sangue para ser utilizada dentro dos músculos como fonte de energia, desta forma, a glicose se acumula na corrente sanguínea e a longo prazo, pode lesionar órgãos, vasos sanguíneos e nervos. 

Os tipos mais comuns são:

 – O pâncreas não produz insulina adequadamente. Representa de 5 a 10% da prevalência da doença e aparece normalmente na infância e adolescência. Geralmente é necessária a administração de insulina e demais medicamentos.

 – O pâncreas produz insulina, porém o organismo não consegue utilizar adequadamente essa insulina para controlar a glicemia.

Fatores de risco

Diabetes tipo 1 – Sabe-se que há influência genética. Possuir familiares próximos com diabetes tipo 1 pode aumentar as chances de desenvolvimento da doença.

Diabetes tipo 2 – os principais fatores de risco são:

  • Estar acima do peso;
  • Pressão alta ou colesterol elevado;
  • Pais ou irmãos com diabetes;
  • Ter síndrome de ovários policístico;
  • Teve diabetes gestacional.

“Para saber se você tem diabetes, basta um exame de glicemia em jejum, solicitado pelo seu médico, em conjunto com avaliação clínica.

Para controlar o Diabetes pode ser necessário o uso de medicamentos e sempre manter hábitos de vida saudáveis, como práticas de atividades físicas regulares e uma alimentação saudável. 

Esses mesmos hábitos previnem o aparecimento ou agravamento da doença”, esclarece César Ciongoli, CEO da BenCorp.

Para saber se seu exame está dentro do recomendado, confira a referência utilizada:

A glicemia de jejum deve estar até 99 mg/dL

A glicemia após duas horas da refeição não deve ultrapassar 140 mg/dL

Dicas

Planejar sua

Uma alimentação saudável deve ser seguida por todos. Rever os hábitos alimentares, controlar a quantidade de doces, gorduras, industrializados e fast foods ajudam a manter o peso dentro do recomendado e reduzir o risco de desenvolvimento do diabetes ou até controla-lo.

Mexa-se

Praticar atividades físicas regularmente ajuda a baixar as taxas de glicose no sangue. A recomendação é fazer, de acordo com a idade, 150 minutos de exercícios de intensidade moderada por semana.

Siga a orientação de um profissional da área e consulte um médico antes de começar. O objetivo é fazer algo que você goste.

Para saber mais acesse o portal da Sociedade Brasileira de Diabetes: www.diabetes.org.br

Por BenCorp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *