Melatonina: Pode auxiliar no combate à obesidade

Dr. Paulo Lessa comenta que o composto, conhecido como o hormônio do sono, pode auxiliar no combate à .

Muitas pessoas conhecem o uso da suplementação de para distúrbios do sono, mas evidências científicas têm mostrado muitos outros benefícios que são capazes de ser usufruídos através desse hormônio.

Produzido à noite, quando há inibição de luz, ele é responsável não apenas pela indução do descanso, mas também é conhecido por ser a chave do relógio biológico.

A melatonina tem papel extremamente importante que é o de ser essencial no processo de sincronização do metabolismo energético.

“A melatonina tem sido usada no tratamento de alguns tipos de enxaqueca, em distúrbios depressivos, coadjuvante no tratamento antitumoral AVC, doenças metabólicas, síndrome do ovário policístico, tendo assim um importante papel na regulação do metabolismo energético”, revela Dr. Paulo Lessa.

Ela pode regular o peso corpóreo, além também do seu papel na regulação do balanço energético. Toda a energia ingerida através da alimentação é utilizada ou armazenada nos estoques energéticos para uso futuro.

“Indivíduos que apresentam ausência ou redução da produção de melatonina, podem desenvolver resistência insulínica, intolerância à glicose, dislipidemia, distúrbios do balanço energético e obesidade”, comenta o médico.

Ele é um hormônio que, principalmente por ação central, regula a ingestão alimentar reduzindo-a, ainda que ligeiramente, regula a produção e secreção de insulina, glucagon e cortisol, organizando, assim, o fluxo das reservas e dos estoques; e, mais importantemente, “Aumenta o consumo energético, podendo portanto, ser visto como mais um fator hormonal antiobesogenico”, finaliza Dr. Paulo.

Por Dr. Paulo Lessa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *