Mulheres: Dicas para você que vai viajar sozinha

Cada vez mais o número de mulheres que optam por sozinhas aumenta, no Brasil e no mundo.

Isso acontece porque elas buscam descobrir a sua independência e autonomia, além de terem o desejo de viver grandes experiências, ousar o inesperado, conectar-se ao seu “eu interior’, bem como conhecer e desfrutar de diferentes destinos.

Planejar uma viagem sozinha significa se preparar para viver uma experiência única.

Pensando nisso, e também como uma forma de prestar uma homenagem ao mês da mulher, a Assist Card criou cinco recomendações para serem levadas em consideração ao planejar uma viagem solo. Confira abaixo:

Planeje seu roteiro: antes de viajar, é necessário fazer uma lista dos lugares que deseja visitar e das atividades que pretende realizar. Isso a ajudará a organizar seu tempo, estar no controle e saber seus custos.

Além disso, é importante que você procure seu alojamento com antecedência, para que encontre o lugar ideal, onde se sinta confortável e segura.

Informações sobre o destino: descubra os locais mais perigosos ou problemáticos da área que vai visitar, para que possa evitá-los ou mesmo encontrar alternativas.

Além disso, ao para outro país, é interessante que você pesquise sobre a sua cultura e tradições.

Fique sempre informada: ao fazer uma viagem solo, a preocupação de familiares e amigos é inevitável, portanto, é fundamental que você possa informá-los sobre o seu roteiro e atividades – mesmo que sejam de última hora.

É sempre conveniente que alguém saiba onde você vai ficar e qual será a sua próxima atividade, para que também fique calmo e atento ao seu bem-estar.

Viagem segura: ao sozinha, é preciso ter mais com a saúde, dinheiro e bagagem.

Portanto, independente do destino ser nacional ou internacional é necessário possuir uma assistência integral ao viajante, para que você possa estar protegida contra imprevistos médicos e não médicos – mesmo no futuro pós pandemia.

Cuide de seus documentos: por fim, não esqueça de fazer uma cópia de todos os seus documentos e levá-los em seus passeios.

Guarde os originais no cofre ou em um lugar que seja seguro no local de sua estadia, assim você evita perdê-los ou até mesmo de correr o risco de ficar em situação irregular fora do seu país.

Também é importante certificar-se de que a assistência inclui a perda de documentação antes mesmo de viajar.

Segundo especialistas da ASSIST CARD, outra dica importante é que todos os viajantes tomem nota dos números da polícia, hospitais, embaixadas e entidades vigilantes no destino, além dos números dos locais de hospedagem e dos guias de viagem. 

“Sabendo disso e sempre pensando na saúde, segurança e bem-estar dos nossos viajantes, o app da Assist Card possui uma função especial que permite que os clientes tenham informações, em tempo real, sobre quais são os locais mais seguros – ou não – para se visitar de acordo com o seu gênero.

Fora isso, todos os nossos serviços possuem cobertura para até o limite máximo o produto”, conclui Alexandre Camargo, country manager da Assist Card Brasil. 

Além das dicas listadas acima, se o seu caso for de uma viagem urgente e necessária, ou mesmo por motivos de trabalho, é importante levar em consideração as medidas de restrição, documentos e requisitos para entrada no país de destino.

Por ASSIST CARD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.